VGBL: Itauprev lançará produto em breve

A Superintendência de Seguros Privados (Susep) aprovou o regulamento e a nota técnica padrão para o Vida Gerador de Benefício Livre (VGBL) Individual. Segundo o diretor da Itaú Previdência, Osvaldo Nascimento, a partir desta medida as seguradoras poderão encaminhar ao órgão o seu próprio produto para análise. Ele informou que a Itaú Previdência pretende enviar seu primeiro modelo de VGBL para avaliação logo na próxima segunda-feira.O diretor da Itauprev informa que a idéia da entidade é lançar um primeiro produto VGBL mais direcionado ao público de menor poder aquisitivo, com aplicação mínima entre R$ 30 e R$ 50. O plano vai se chamar Flex Prev VGBL Renda Fixa, e terá um perfil mais conservador.Nascimento contou ainda que, num primeiro momento, os esforços deverão se concentrar em explicar o produto ao público-alvo - trabalhadores com idade mais avançada, pessoas isentas de Imposto de Renda (IR) ou que fazem declaração simplificada ou ainda quem está no mercado informal. A expectativa da Itaú Previdência é vender 100 mil produtos VGBL este ano.Nascimento destaca, contudo, que o montante de captação é difícil de ser avaliado, já que vai depender do perfil do investidor que será atingido primeiro. Ele explica que, se a maioria de aplicações vier do mercado informal ou dos isentos de imposto, a receita será menor, já que os planos para estes mercados prevêem contribuição mensal de valores mais baixos.Se o VGBL atingir primeiro os trabalhadores prestes a se aposentar ou com idade mais avançada, os aportes terão de ser maiores, refletindo-se em captação maior. O objetivo da entidade é lançar um produto para este público mais adiante, no final de março. De acordo com Nascimento, ele terá um perfil mais arriscado e aplicações mais altas.Veja mais informações sobre as características do VGBL - planos por perfil, custos e regras estabelecidas pelo plano padrão da Susep no link abaixo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.