Viacom tem prejuízo e deixa de investir na Blockbuster

A Viacom, conglomerado de entretenimento e mídia que controla a MTV e a CBS, informou que registrou prejuízo no quarto trimestre, após lançar uma despesa de US$ 1,3 bilhão associada à amortização de goodwill de sua participação majoritária na unidade Blockbuster e em outros ativos. A Viacom teve prejuízo líqüido de US$ 385 milhões, ou US$ 0,22 por ação, ante um lucro líqüido de US$ 652,4 milhões, ou US$ 0,37 por ação no mesmo período de 2002. A Viacom informou ainda que vai se retirar de sua participação de 81% na rede Blockbuster, companhia especializada no aluguel de vídeos e DVDs, em razão das perspectivas fracas de crescimento do negócio, que está ameaçado por serviços como pay-per-view e outros de distribuição por banda larga de vídeo para televisores. No ano passado, o presidente da Viacom, Sumner Redstone, já tinha sinalizado que a Blockbuster não era mais um negócio importante para a empresa. BlockbusterO desinvestimento da Viacom na Blockbuster deverá ocorrer por meio de uma separação sem incidência de impostos, mas a Viacom informou que está considerando outras possibilidades. A Blockbuster tem perdido clientes nos EUA para concorrentes menores como a Netflix Inc., que envia DVDs pelo correio e não cobra taxas por devoluções fora do prazo, e por grandes empresas, como a Wal-Mart, que vende DVDs por preços baixos. A Blockbuster também tem enfrentado a competição com operadores de TV a cabo, que estão alugando filmes por meio de suas linhas digitais de alta velocidade. Essa mudança dos hábitos dos consumidores afetou os resultados da Blockbuster. A rede anunciou prejuízo de US$ 1,19 bilhão no quarto trimestre, com a baixa contábil dos valores de alguns ativos. Excluindo itens, a Blockbuster lucrou US$ 58 milhões, ou US$ 0,32 por ação, superando as previsões em dois centavos. O faturamento com aluguéis caiu 1,3%, para US$ 1,15 bilhão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.