Vice-primeiro-ministro britânico elogia trabalho desenvolvido pela Petrobrás

Segundo Nick Glegg, mudanças que estão sendo feitas na estatal representam uma transformação a longo prazo, que estabelecerá uma nova geopolítica na área de petróleo

Sergio Torres, da Agência Estado,

22 de junho de 2011 | 11h54

Em discurso na sede da Petrobrás (Centro do Rio), proferido esta manhã, o vice primeiro-ministro britânico, Nick Glegg, enalteceu o trabalho desenvolvido pela Petrobrás, que classificou como "hercúleo".

"O que vocês estão fazendo não tem precedentes na indústria do petróleo. É a transformação a longo prazo da companhia. Trata-se de algo geoestratégico, que estabelecerá uma nova geopolítica na área de petróleo", afirmou ele.

Antes do pronunciamento, Clegg ouviu explanação de Gabrielli sobre a Petrobrás e seus planos de atuação. O presidente da estatal falou em discurso que um dos desafios da Petrobrás será explorar suas reservas atuais e futuras e desenvolver nos próximos anos uma capacidade de produção que atinja de 30 bilhões e 36 bilhões de barris de petróleo (valores estimadas da reserva, incluindo o pré-sal).

Gabrielli falou também da necessidade de treinar 280 mil profissionais nos próximos anos, por causa do crescimento da indústria do petróleo e do envelhecimento da mão-de-obra atual.

"Temos que estabelecer parcerias e relacionamentos de longo prazo", afirmou o vice-primeiro-ministro britânico.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.