Vigilância Sanitária libera palmitos em conserva

A Riomar Conservas, maior fabricante brasileira do setor de palmito, teve a produção e comercialização liberada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), através da resolução nº 41, publicada no Diário Oficial da União de 23 de fevereiro. As marcas que voltaram a ser vendidas são: Diamante, Image, Ideal, Costa Norte, Ivaí, Panambi, Goa, Dicon e 4001.A proibição das 9 marcas da Riomar Conservas ocorreu no último dia 7 de fevereiro, quando a Anvisa publicou resolução suspendendo cinco empresas, alegando que todas elas estariam produzindo palmitos em fábricas clandestinas. A inclusão da Riomar Conservas na lista de empresas irregulares causou surpresa. A empresa é a mais antiga fabricante nacional de palmitos, opera três diferentes fábricas localizadas no Estado do Pará -todas devidamente registradas e aprovadas -e suas marcas detêm autorização de uso do Selo de Qualidade do Palmito, instituído pela Anfap (Associação Nacional dos Fabricantes de Palmito).O protesto partiu da própria Anfap, que enviou ofício à Anvisa, exigindo a imediata retirada da Riomar da lista de empresas proibidas. "No que se refere à penalidade imposta à Riomar, tratou-se de uma decisão equivocada, intempestiva e inadequada", argumentou o documento elaborado pela associação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.