Visita de secretário dos EUA marca série de eventos na economia

A visita que o secretário do Tesouro dos Estados Unidos, John Snow, fará a Brasília na próxima terça-feira marcará o início de uma série de eventos importantes na área econômica entre os dias 22 e 30 deste mês. Além das divulgações tradicionais do período, o acontecimento mais esperado para o final de abril será a entrega das propostas de reforma tributária e previdenciária ao Congresso Nacional, prevista para o dia 30.No final da manhã de terça-feira, Snow terá uma reunião com a diretoria do Banco Central (BC), seguida de uma audiência, às 15 horas, com o ministro da Fazenda, Antônio Palocci. No mesmo dia, será iniciada a reunião mensal do Comitê de Política Monetária (Copom) do BC. A decisão do Copom sobre a taxa de juros (Selic) básica da economia, que está em 26,5% ao ano com um viés de alta, deverá ser conhecida no início da tarde de quarta-feira (23).No mesmo dia em que o mercado conhecerá a decisão do Copom sobre a taxa Selic, o Departamento de Operações do Mercado Aberto (Demab) do BC e a Coordenação de Dívida Pública do Tesouro Nacional divulgarão nota conjunta sobre o estoque da dívida mobiliária federal no mês de março.Na quinta-feira, o chefe do Departamento Econômico (Depec) do BC, Altamir Lopes, divulgará o resultado das contas externas brasileiras registrado no mês de março. A nota à imprensa sobre o assunto será liberada às 10h30. A partir das 11 horas, o chefe do Depec dará entrevista coletiva. Ao mesmo tempo em que Lopes estiver comentando os resultados das contas externas brasileiras, o Conselho Monetário Nacional (CMN) estará iniciando sua reunião mensal.Para fechar o mês, nos dias 29 e 30 o governo fará mais uma bateria de divulgações. Na terça-feira (29) pela manhã, O Depec divulgará a análise sobre o comportamento dos juros e do mercado de crédito no Brasil ao longo do mês passado. A partir das 15 horas, o secretário do Tesouro, Joaquim Levy, anunciará o resultado das contas do governo central (Tesouro, INSS e BC) em março.Na quarta-feira, fechando o mês, o BC divulgará a partir das 11 horas o resultado das contas do setor público consolidado. Ainda sem horário marcado, o fechamento do mês será coroado com a entrega das propostas de reforma ao Congresso Nacional. As duas propostas (tributária e previdenciária) serão entregues pessoalmente pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que deverá estar acompanhado por todos os governadores. Em função do feriado da Semana Santa, o BC só divulgará a ata da reunião do Copom de abril no dia 2 de maio, a partir das 8h30 da manhã.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.