Vivendi ganha concorrência por Dailymotion

Grupo de mídia francêsassume site de compartilhamento de vídeos, concorrente do YouTube, do Google

ANDREI NETTO , CORRESPONDENTE, O Estado de S.Paulo

08 de abril de 2015 | 02h04

PARIS - A gigante de mídia francesa Vivendi anunciou ontem que vai adquirir 80% das ações da startup digital Dailymotion, um site francês lançado em 2005, que publica vídeos dos mais variados assuntos e está entre os mais populares do mundo. Dessa forma, a Vivendi lança-se na concorrência com o YouTube, do Google.

O negócio avaliado em € 215 milhões foi confirmado ontem pelo grupo de telecomunicações Orange, que detinha o controle total da empresa. A transação põe a multinacional na disputa por um mercado global das plataformas de distribuição, que devem atrair emissoras de TV e produtoras de conteúdo audiovisual de todo o mundo nos próximos anos.

O início do período de "negociações exclusivas" entre Vivendi e Orange foi anunciado no final da tarde de ontem, no horário de Paris. A transação avalia o Dailymotion em € 265 milhões, já que Orange deve manter 20% das ações.

A startup vinha sendo assediada desde 2013, quando o gigante americano da internet Yahoo chegou a anunciar a abertura de negociações para a aquisição de 75% da companhia. Mas o então ministro da Economia, Arnaud Montebourg, interveio, aproveitando-se do poder do Estado francês, dono de 24,9% das ações de Orange, para impedir a transação.

Nos últimos meses, o grupo de telecomunicações PCCW, de Hong Kong, chegou a abrir negociações com a Orange, mas a transação mais uma vez encontrou no Ministério da Economia uma barreira.

Nessa semana o nó foi desfeito graças à proposta da Vivendi, grupo multimídia que controla a Universal Music e a rede de canais de televisão e produtora de conteúdo Canal+. Nas últimas horas, uma disputa entre líderes europeus de mídia chegou a ser aberta pela entrada do grupo alemão Axel Springer, proprietário dos jornais Bild e Die Welt, mas o interesse não se transformou em uma oferta concreta.

"Para Vivendi, a aquisição de 80% do capital de Dailymotion constituiria uma nova etapa maior na construção de um grupo industrial mundial, campeão francês de mídias e de conteúdos", afirmou a direção da empresa, em nota oficial que confirmou a transação. "Ela permitirá valorizar de maneira significativa os conteúdos, detendo o controle de uma plataforma mundial de distribuição." O objetivo do grupo agora será acelerar as reformas no site de forma a "reforçar a presença da Vivendi em todo o mundo".

Concorrência. Em Paris, foi realçado o objetivo da Vivendi de enfrentar o YouTube e, consequentemente, o Google, nos territórios em que a empresa americana ainda não é hegemônica, em especial na Ásia. Por ora, a concorrência é desigual: mais de 1 bilhão de visitantes únicos por mês para YouTube, contra 128 milhões de Dailymotion.

Um dos trunfos do grupo francês para dar o salto de audiência é ter em seu portfólio uma das três gigantes da indústria fonográfica mundial, a Universal Music. Cerca de um terço do tráfego de audiência nas duas plataformas de distribuição de conteúdo vêm de espectadores que procuram videoclipes de artistas. "A aquisição de 80% do capital de Dailymotion é uma oportunidade formidável para o grupo de expor seus conteúdos musicais e audiovisuais de exceção no mundo inteiro", afirmou Vincent Bolloré, presidente do Conselho de Supervisão da Vivendi, ressaltando o objetivo de fazer da startup uma "plataforma mundial de referência".

A meta será internacionalizar o Dailymotion. Para tanto, a Vivendi deve oferecer diferenciais, como conteúdos que não existem no YouTube, afirmou ao jornal Le Monde Stéphane Roussel, diretor de Desenvolvimento da Vivendi.

Em 2014, o Dailymotion teve Ebitda (lucro operacional antes dos juros, impostos, depreciações e amortizações somado ao valor dos custos) positivo de € 70 milhões, representando apenas 0,18% da receita total de Orange. O grupo de telecom, porém, diz acreditar no produto, ainda mais com o aporte esperado da Vivendi. "Esta operação virá a responder ao objetivo de Orange, de ceder Dailymotion a um parceiro estratégico de conteúdo capaz de lhe dar os meios de acelerar seu crescimento para fazê-lo uma das grandes plataformas mundiais", afirmou o comunicado conjunto.

Mais conteúdo sobre:
O Estado de S. Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.