Vivendi venderá ativos da Vivendi Universal Publishing

A gigante francesa de mídia Vivendi Universal decidiu colocar à venda todos os ativos da Vivendi Universal Publishing, segundo informações do New York Post, citando fontes familiarizadas com a situação. Nos últimos dias, o Post vinha afirmando que a empresa francesa falou aos bancos para centrarem-se sobre a venda de toda a unidade, em vez de vender apenas a editora norte-americana Houghton Mifflin. A venda não inclui a unidade de jogos em computador da Vivendi. De acordo com o jornal, a Vivendi Universal Publishing deverá alcançar um preço entre US$ 5 bilhões e US$ 6 bilhões, sendo que a empresa pretende discutir a venda em sua reunião do conselho a ser realizada no dia 25 de setembro. Pelos menos dois consórcios de empresas estão interessados na aquisição da Vivendi Universal Publishing. Um dos grupos inclui a Thomas H. Lee Partners, Blackstone Group, Apax Partners & Co., Bain Capital e o braço de private equity do banco francês BNP Paribas. Outro grupo abrange o Carlyle Group e Euraz eo. Os dois bancos que foram contratados para cuidar da venda da Houghton Mifflin, o Salomon Smith Barney e o Credit Suisse First Boston, não quiseram comentar o assunto, disse o jornal. O banco Société Generale que parece estar tratando da venda da Universal Publishing, não foi localizado para falar sobre a questão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.