Vivo lidera celulares, seguida de TIM e Claro

Mesmo perdendo continuamente espaço no mercado, operadora abocanha 27,68% da participação no País

MICHELLY TEIXEIRA, Agencia Estado

17 de janeiro de 2008 | 11h32

A operadora de telefonia celular Vivo voltou a ganhar mercado ao final de 2007, abocanhando 27,68% de participação em todo País. Trata-se de um aumento discreto, de 0,08 ponto porcentual, em relação a novembro, quando sua fatia era de 27,60%, segundo dados consolidados divulgados nesta quinta-feira, 17, pela Agência Nacional de Telecomunicações. Com exceção de maio de 2007, a Vivo estava perdendo espaço continuamente desde que iniciou suas operações sob esta marca, em abril de 2003. No ranking de prestadoras de serviço, a TIM permanece na segunda posição, com 25,85% em dezembro. O resultado mostra um pequeno decréscimo sobre os 25,88% anotados um mês antes. A Claro, por sua vez, viu sua fatia subir ligeiramente, de 24,98% para 24,99%. A Oi terminou dezembro com 13,21% do mercado brasileiros de celulares, maior que os 13,14% de novembro. Telemig e Amazônia Celular, juntas, ficaram com 4,40%, contra 4,43% de novembro. A unidade móvel da Brasil Telecom caiu de 3,60% para 3,52%. Mantiveram suas participações a CTBC Telecom Celular (0,30%) e a Sercomtel Celular (0,06%). TecnologiaA tecnologia GSM continua em expansão e na liderança do mercado, com 94,925 milhões de acessos, ou 78,46% das 120,980 milhões de linhas móveis registradas ao término do exercício. A tecnologia CDMA tem 20,881 milhões de habilitações (17,26% do total) e a TDMA, 5,157 milhões (4,26%). A tecnologia analógica AMPS possui apenas 15,581 mil acessos (0,01% do total).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.