Vivo vende a Amazônia Celular para a Oi por R$ 120 milhões

Operadora da região Norte havia sido comprada em agosto, junto com a Telemig Celular

Téo Takar, O Estadao de S.Paulo

20 de dezembro de 2007 | 00h00

A Vivo anunciou ontem a venda da Tele Norte Celular, controladora da operadora Amazônia Celular, para a Oi (Telemar Norte Leste) por R$ 120 milhões. Segundo o comunicado da Vivo, esse é o mesmo valor pago pela empresa quando adquiriu a Tele Norte da Telpart, no negócio que envolveu ainda a compra da Telemig Celular Participações, em agosto deste ano.Segundo a Vivo, a venda da Amazônia Celular visa solucionar eventuais dificuldades regulatórias, que estariam atrasando a aprovação, pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), do negócio com a Telpart. A venda da Telemig Celular Participações já obteve aval da agência reguladora, em novembro. A Amazônia Celular opera nos Estados do Amazonas, Roraima, Amapá, Pará e MaranhãoAPROVAÇÃONa semana passada, o presidente da Vivo, Roberto Lima, afirmou esperar a aprovação da compra da Telemig Celular pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) no primeiro trimestre de 2008. "Esperamos que aconteça no começo do ano." A marca Telemig não deve ser mantida pela Vivo porque a empresa considera que a sua marca possui presença nacional, e portanto seria mais relevante do que manter o nome da operadora mineira.De acordo com comunicado da Oi, a aquisição da Amazônia Celular vai permitir à empresa ampliar a cobertura nos cinco Estados do Norte do País e agilizar o cumprimento das metas de cobertura de telefonia móvel, previstas nas novas licenças da terceira geração de telefonia celular (3G). No leilão terminado ontem, a Oi arrematou cinco lotes, que correspondem à sua área atual de atuação e ao Estado de São Paulo, excluindo a região de Franca. A Vivo comprou sete lotes, pelos quais vai pagar cerca de R$ 1,1 bilhão, o que representa um ágio de 92,5% sobre os preços mínimos.A Vivo, que já opera na área da Amazônia Celular, é a maior operadora de telefonia móvel do País, com 31,663 milhões de assinantes, o que representa uma participação de 27,6%. Com 15,225 milhões de clientes, a Oi tem 13,3% de participação. Juntas, a Telemig e a Amazônia Celular contavam com 5,052 milhões de assinantes, o que representa 4,4% de participação. COLABOROU RENATO CRUZ

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.