Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Volks convoca 250 funcionários afastados

A Volkswagen está chamando de volta para a linha de montagem da fábrica de São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, trabalhadores afastados durante o processo de reestruturação do ano passado. Cerca de 200 funcionários já voltaram e outros 50 serão incorporados nos próximos dias. Eles fazem parte do grupo que participava do Centro de Formação e Estudos (CFE), criado para encontrar novas atividades para esse pessoal, na época considerado excedente.Na semana passada, 1,7 mil trabalhadores da Volks paralisaram as atividades por duas horas em protesto contra a falta de pessoal e o excesso de horas extras, disse o diretor do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, José Paulo Nogueira. A Volks informou que a transferência é para repor vagas, pois um número de funcionários acima do excedente deixou a fábrica durante o programa de reestruturação.A montadora queria o afastamento de 1.923 trabalhadores da Anchieta, mas o número superou essa meta em pelo menos 400 pessoas. A maioria saiu por meio de um programa de demissão voluntária, que ofereceu 20 salários extras para quem se inscrevesse. Outro grupo de 400 metalúrgicos preferiu ir para o CFE e cerca de 100 estão em casa, em lay-off (afastamento temporário), recebendo salários integrais. Juntando a fábrica de Taubaté, a montadora contabilizava excedente de 3.933 pessoas. Segundo a empresa, se surgirem novas vagas, serão preenchidas pelo pessoal que resta no centro. Nogueira disse que só deve permanecer no programa quem quiser aproveitar a oportunidade para estudar.

Agencia Estado,

14 de abril de 2004 | 06h48

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.