Volks deve criar 3º turno e ampliar vagas em Resende

Mais uma fabricante de caminhões, a Volkswagen, anuncia projetos de ampliação de capacidade para dar conta da demanda. A montadora pretende ampliar a produção na fábrica em Resende (RJ) de 214 para 240 veículos ao dia no segundo semestre. Para isso, estuda a criação de um terceiro turno de trabalho e a contratação de cerca de 700 funcionários.Na semana passada, a Ford informou que sua fábrica em São Bernardo do Campo (SP) vai operar em dois turnos a partir de janeiro de 2009, com a abertura de 400 vagas. A produção diária passará de 136 para 172 veículos. Até maio deste ano, o mercado nacional de caminhões cresceu 27,8% ante igual período de 2007, para 46,5 mil unidades. A produção acompanha o ritmo, com alta de 28,1%, para 64,3 mil unidades. Ainda assim, em várias empresas há filas de espera de dois a nove meses, principalmente de veículos de grande porte para o transporte de produtos agrícolas e minério.A Volkswagen, que trava intensa disputa pela liderança em vendas de caminhões com a Mercedes-Benz, emprega cerca de 4,5 mil funcionários, entre diretos e pessoal contratado pelas autopeças que operam no sistema modular de produção. A ampliação em Resende faz parte de um programa de investimento de R$ 1 bilhão anunciado pela Volkswagen para os próximos cinco anos. Ontem, o projeto foi apresentado pelo presidente da montadora no Brasil, Roberto Cortes, ao governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, durante visita à fábrica do grupo que produz a sucessora da Kombi na Alemanha. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.