Volks pagará reposição de 18,01% para quem ganha até R$ 5 mil

O Tribunal Regional do Trabalho (TRT) de São Paulo determinou hoje à Volkswagen que pague aos funcionários reajuste salarial de 18,01%, referente a reposição da inflação e aumento real de 2%, o mesmo porcentual negociado pelas demais montadoras do ABC e interior de São Paulo. A juíza Vania Paranhos também determinou a volta dos funcionários em greve ao trabalho a partir de hoje. A fábrica do ABC, a maior do grupo, está parada desde a tarde de terça-feira. A sentença vale para os 21,8 mil funcionários das fábricas de São Bernardo do Campo, Taubaté e São Carlos. O reajuste de 18,01% será pago para quem ganha até R$ 5 mil. Os demais terão aumento fixo de R$ 900,50, além de abono de R$ 600 para todos. A direção da empresa informou que ontem mesmo faria uma reunião para decidir se vai ou não recorrer da sentença. O pedido de julgamento de dissídio foi feito pela própria montadora. O presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, José Lopez Feijó, convocou para segunda-feira, às 5 horas, assembléia com todos os funcionários da fábrica de São Bernardo para votar a retomada das atividades. Amanhã, a maioria deles não tem expediente porque cumpre jornada de quatro dias de trabalho por semana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.