Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Volks tem fábrica que contratou desempregados da empresa na Alemanha

Enquanto no Brasil a Volkswagen ameaça com demissões, na Alemanha ela usa a criatividade para garantir empregos: a maioria dos funcionários da subsidiária Auto 5000 estava desempregada e sua admissão foi financiada pelo governo. A idéia de uma fábrica autônoma dentro do grupo Volkswagen surgiu quando a empresa tomou a decisão em 2001 de produzir a minivan Touran na Alemanha - mas com custos bem menores do que em suas fábricas já existentes.A montadora criou uma subsidiária, batizada de Auto 5000, que paga salários 20% menores do que em suas outras fábricas. Mas a nova empresa só admitiu pessoas que já estavam desempregadas há mais de dois anos. Subsídio do GovernoCom isso, parte do projeto acabou sendo financiada pelo governo. Um programa de subsídios pagou durante seis meses os salários dos chamados ?desempregados de longo prazo?.Os candidatos receberam cursos e treinamento, que também foram subsidiados pelo governo. Hoje em dia, a fábrica da Auto 5000 é uma das mais lucrativas do grupo Volkswagen. Isso não se deve só aos salários mais baixos, mas também à organização do trabalho na empresa.A fábrica é flexível: trabalha-se mais nos picos de demanda, e a jornada é mais curta quando há menos trabalho. Os operários são divididos em grupos com metas de produção definidas. Se os objetivos não são cumpridos, eles têm que trabalhar mais - sem compensação salarial. Por outro lado, quem produz mais do que o previsto recebe um bônus.Os funcionários reservam três horas semanais para cursos e seminários, sendo que só uma hora e meia é paga pela empresa."Revolução" ?A Auto 5000 revolucionou o trabalho industrial na Alemanha ?, diz Michael Schumann, professor da Universidade de Göttingen, que fez um estudo sobre a empresa.Schuman diz que o projeto é um sucesso. Como prova disso ele aponta para a decisão recente da Volkswagen de produzir mais um modelo na fábrica.A direção da Volkswagen diz que sem a Auto 5000 o carro seria fabricado em uma das fábricas da empresa no leste europeu, onde os custos de mão-de-obra são mais baixos.Enquanto o grupo Volkswagen quer dispensar até 20 mil funcionários na Alemanha por meio de demissões voluntárias e aposentadorias precoces, a Auto 5000 está admitindo pessoal.

Agencia Estado,

12 de setembro de 2006 | 15h30

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.