Vladimir Simicek/AFP
Vladimir Simicek/AFP

Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Volkswagen anuncia fechamento da maioria das fábricas europeias durante duas ou três semanas

Decisão foi anunciada no momento em que os governos europeus adotam medidas mais drásticas para que as pessoas permaneçam em casa

Redação, O Estado de S.Paulo

17 de março de 2020 | 07h40

A montadora alemã Volkswagen anunciou nesta terça-feira, 17, que se prepara para fechar a maioria de suas fábricas na Europa por um período de duas a três semanas devido à pandemia do novo coronavírus

"A produção será interrompida em nossas fábricas da Espanha, na de Setúbal, em Portugal, a de Bratislava, na Eslováquia e nas fábricas italianas de Lamborghini e Ducati antes do fim de semana", disse o presidente do grupo, Herbert Diess

"A maioria das outras fábricas na Alemanha e na Europa também se preparam para suspender a produção, provavelmente durante duas ou três semanas", disse.

A decisão foi anunciada no momento em que os governos europeus adotam medidas mais drásticas para que as pessoas permaneçam em casa. Ao redor do mundo, muitas fábricas estão fechando e interrompem o fornecimento das peças necessárias para a produção de carros.

O conselho trabalhista de Volkswagen, que representa os funcionários do grupo, disse que o fechamento das fábricas será totalmente aplicado a partir de sexta-feira, 20, e criticou a diretoria por não adotar medidas antes. / AFP 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.