Volkswagen Caminhões e Ônibus
Volkswagen Caminhões e Ônibus

Volkswagen Caminhões abre 'banco digital' para facilitar transações de caminhoneiros

Por meio de um aplicativo de celular, usuários poderão pagar gastos com pedágio, combustíveis e serviços de manutenção; plataforma também estará disponível para empresas de transporte e frotistas

Cleide Silva, O Estado de S.Paulo

26 de maio de 2021 | 05h00

A Volkswagen Caminhões e Ônibus (VWCO) e seu braço financeiro anunciam hoje a criação da fintech Trucker Pay, uma espécie de ‘banco digital’ para facilitar transações feitas por frotistas, transportadoras e caminhoneiros, inclusive os autônomos, de todo o Brasil.

Por um aplicativo de celular, o usuário poderá pagar gastos com abastecimento de combustível em postos, pedágio, serviços de manutenção e compra de peças em concessionárias e oficinas, refeições em restaurantes e lojas de conveniências e vários outros produtos em locais conveniados.

No futuro também será possível oferecer crédito ao caminhoneiro para a compra de um caminhão ou para fazer o seguro do veículo e pagar as prestações pelo Trucker Pay, com juros inferiores aos de mercado, informa Roberto Cortes, presidente da VWCO.

“É uma forma de oferecer uma solução financeira em todo o ecossistema do transporte e promover a inserção digital dos caminhoneiros”, afirma Cortes.

Segundo ele, a conta digital estará disponível para os cerca de 2 milhões de caminhoneiros do País, assim como empresas de transporte, independente de ter ou não veículos da marca.

O diretor geral do Volkswagen Financial Services, Rodrigo Capuruço, afirma que quase a totalidade das 140 concessionárias da marca já aderiram ao Trucker Pay. Elas serão responsáveis pelo cadastramento de estabelecimentos, como restaurantes e oficinas que queiram atuar com o pagamento digital.

O banco vai negociar com redes de distribuição de combustíveis e empresas de serviços de pagamento automático para pedágios. “Já temos dez grandes transportadoras para a fase piloto do projeto”, diz Capuruço.

Devolução de dinheiro

O uso do Trucker Pay começa quando a empresa distribui aos motoristas cartões virtuais com valores para bancar as despesas da viagem por meio de crédito oferecido pelo banco com prazo de até 30 dias de pagamento. No caso dos autônomos, também haverá possibilidades de acesso à conta digital pré ou pós-paga. 

Não será cobrada taxa de adesão ao sistema, mas sim pelo uso, como ocorre quando se paga a conta com cartão de débito ou crédito por maquininhas de cobrança.

Segundo Cortes “serão taxas atrativas”. Outro atrativo, acrescenta ele, será a adoção do “cash back” – devolução ao usuário de parte dos valores gastos com o cartão virtual. 

“Os bancos digitais e segmentados estão crescendo e ganhando cada vez mais clientes no Brasil. Analisando essa mudança de mercado e para trazer mais tecnologia e sinergia à operação do nosso ecossistema de negócios, decidimos lançar esse serviço pioneiro”, diz Cortes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.