Volkswagen e sindicato chegam a acordo sobre dias parados

A Volkswagen do Brasil e o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC fecharam nesta segunda-feira o acordo sobre a reposição dos 17 dias parados este ano durante greve por aumento salarial e pagamento de participação nos lucros. A empresa e os sindicalistas aceitaram a proposta feita na última sexta-feira pelo presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST), ministro Vantuil Abdala. A Volks vai abrir mão de cinco dias e descontar outros seis, enquanto que os trabalhadores vão compensar os outros seis dias trabalhando aos sábados.A proposta fechada na audiência de conciliação vai ser agora submetida à assembléia geral dos metalúrgicos, marcada para esta quarta-feira, dia 7 de dezembro. Na reunião desta segunda-feira ficou acertado que a Volkswagen pagará os 11 dias (cinco que foram perdoados e os seis que serão compensados) já na sexta-feira, dia 9, juntamente com a última parcela da participação nos lucros e resultados (PLR), no valor de R$ 2.750,00. A primeira parcela, de R$ 2 mil, foi paga em abril.Durante a audiência de conciliação ficou também acertado que a compensação dos seis dias poderá ocorrer já nos próximos dois sábados (dias 10 e 17 de dezembro). A necessidade de serviço ficará a critério da empresa. Os outros quatro dias serão compensados em 2006.A empresa fixou em 190.000 veículos a meta de produção necessária ao pagamento do PLR de 2005. De acordo com dirigentes da Volks, a meta será perfeitamente alcançada ainda este mês.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.