Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Volkswagen terá de explicar problema com Fox

A Volkswagen foi notificada ontem pelos dois principais órgãos de defesa do consumidor do País, o Procon e o Idec, a prestar esclarecimentos sobre o porta-malas do modelo Fox. Uma peça usada para movimentar o encosto do assento traseiro provocou mutilação de dedos de pelo menos oito pessoas, além de ferimentos em outras 14. A empresa tem até cinco dias para se pronunciar. Dependendo das conclusões dos técnicos dos órgãos, a montadora terá de fazer um recall.Segundo a diretora do Procon/SP, Andrea Sanchez, se for constatado problema na peça, a Volkswagen será notificada a realizar um recall, convocação em massa para sanar o defeito. Se for falha de comunicação, outras providências deverão ser tomadas, como alerta mais eficaz sobre o perigo do uso indevido da peça. O componente tem formato de argola e as pessoas se feriram ao encaixar o dedo na peça para puxá-la. A Volks alega que, além do Manual do Proprietário, há instruções coladas na parte traseira do encosto do banco em duas versões. Uma reproduz um passo-a-passo ilustrado sobre como proceder ao realizar o rebatimento do banco para aumentar ou diminuir o espaço do porta-malas. A outra alerta para que a operação seja feita só após a consulta ao Manual, pois o contrário representa risco. Em nota divulgada ontem, a Volks afirma ter concluído que os oito casos "ocorreram durante operações que não seguiam as indicações do Manual do Proprietário, e em situações diversas, sem um padrão entre elas". O gerente-jurídico do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec), Marcos Diegues, acha que apenas um caso já justificaria um recall. "Pelo que li dos casos citados, o resultado é grave para um simples dispositivo de banco". As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.