Volume de buscas por material escolar cresce 93% no mês de janeiro

Volume de buscas por material escolar cresce 93% no mês de janeiro

Pesquisa feita pelo Google com 2 mil entrevistados explora hábitos de consumo dos pais neste período do ano

Redação, O Estado de S.Paulo

31 de janeiro de 2019 | 05h00

A proximidade do período de volta às aulas fez as pesquisas por itens de material escolar aumentar na internet durante o mês de janeiro, com uma alta de 93% no volume de buscas. Os dados são de um levantamento divulgado pelo Google na quarta-feira, 30.

Em uma pesquisa com 2 mil entrevistados, 77% deles afirmaram que costumam analisar preços pela internet antes de comprar os materiais escolares. Além disso, 43% das pessoas também preferem adquirir todos os produtos em uma mesma loja. Os critérios decisivos são preço (54%), variedade (21%), facilidade e rapidez no processo de compra (15%) e velocidade no processo de entrega (7%).

Entre os itens mais procurados neste mês estão calculadora (73%), agenda (63%), fichário (56%), estojo (45%), caderno (37%) e mochila (36%). Na hora de fazer a pesquisa, 48% das buscas ainda são feitas em estabelecimentos físicos, enquanto apenas 26% delas acontecem nas lojas online e 11% no YouTube.

Para os entrevistados, as principais vantagens em fazer esse tipo de compra pela internet está na possibilidade de comparar preços (34%) e também produtos (16%), além de a entrega ser feita onde desejarem (10%). No entanto, o hábito de adquirir material escolar via internet ainda não faz parte da vida de todos: somente 19% dos entrevistados afirmam já ter feito esse tipo de compra online.

Mais conteúdo sobre:
material escolar

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.