Volume de cheques devolvidos aumenta 19,5%

O número de cheques devolvidos por falta de fundos no País aumentou 19,5% no mês passado, na comparação com outubro de 2002, de acordo com o levantamento da CheckOK, empresa nacional de verificação eletrônica de crédito. Dos 189,4 milhões de documentos compensados em outubro deste ano, 10,3 milhões eram frios, ou seja, 54 em cada mil não tinham fundos. No mesmo mês de 2002, foram devolvidos 46 cheques em cada mil compensados.A região Norte é a campeã da inadimplência; a Sudeste foi a que registrou o menor índice no mês passado. Na comparação com setembro deste ano, quando 51 cheques em cada mil foram devolvidos por falta de fundos, a inadimplência aumentou 7,6%, o que indica nesse período uma tendência de elevação do número de cheques sem fundo, pois no ano de 2002 o número de cheques frios também aumentou (7,3%). A alta da inadimplência, em outubro deste ano em relação ao mesmo mês do ano passado, foi registrada em 25 Estados e no Distrito Federal. O campeão foi o Piauí, com aumento de 128,2%. Somente o Estado de Roraima registrou queda de 70,8%.São PauloEm São Paulo, Estado com maior volume de cheques compensados (74,7 milhões), que representam pouco mais de 39% do total de 189,4 milhões de cheques trocados em todo o País, de cada mil cheques frios em outubro, 48 foram devolvidos por falta de fundos, de acordo com o levantamento da CheckOK. Esse total é 13,6% maior do que o registrado em outubro de 2002, quando foram devolvidos 42 cheques em cada mil compensados. Em relação a setembro deste ano, quando foram registradas 46 devoluções em cada mil cheques depositados, houve um aumento de 4,8%.

Agencia Estado,

21 de novembro de 2003 | 13h05

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.