Volume de cheques devolvidos cresce 7,58% em fevereiro

Cresce o total de cheques devolvidos por falta de fundos no Brasil em fevereiro. De acordo com levantamento divulgado nesta terça-feira pela Equifax, o aumento foi de 7,58% ante janeiro e de 2,52% sobre o mesmo período de 2005.Na avaliação da companhia de análise de crédito, o aumento constatado na comparação anual "não configura uma tendência de alta nesse indicador ao longo de 2006". Segundo a Equifax, há grandes possibilidades de redução no volume acumulado de cheques devolvidos neste ano - em relação aos dados de 2005 - por causa de fatores, como queda do nível de desemprego, reajustes salariais acima da inflação e recuo dos índices de custo de vida.Outros motivos apontados pela Equifax foram a redução nas taxas de juros e o aumento no salário mínimo, que devem impulsionar o consumo varejista. "Após um período de quitação de dívidas antigas, a capacidade de endividamento dos consumidores voltará a crescer, permitindo que o ano de 2006 venha a apresentar dados de consumo e adimplemento melhores que 2005", destacou a companhia.Títulos protestadosQuanto ao volume de títulos protestados, os dados liberados pela Equifax mostraram que, em fevereiro, houve um recuo de 19,29% em relação a janeiro. No mês passado, foram registrados 647.779 protestos contra 802.625 registrados em janeiro.A análise de inadimplência da Equifax é baseada em informações públicas fornecidas pelo Banco Central, por cartórios, juntas comerciais, fóruns e a partir das transações comerciais realizadas por 28 mil clientes da empresa em todo o País.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.