Volume de cheques pré-datados recua em janeiro

O volume de cheques pré-datados transacionado durante o mês de janeiro de 2007 registrou queda de 2,17% em relação a dezembro e de 0,89% em comparação ao mesmo período do ano passado. Os dados da Telecheque, empresa de concessão de crédito no varejo, atestam que os brasileiros preferiram começar o ano emitindo cheques para pagamentos à vista em vez de pré-datados. Esta opção, segundo a Telecheque, apresentou alta de 5,44% em janeiro deste ano frente a igual período de 2006.Entretanto, a preferência por pré-datados continua alta. A Telecheque mostra que em todo o País houve uma movimentação de 69,94% de compras realizadas nesta modalidade de pagamento durante o primeiro mês de 2007.As compras de final de ano, como Dia das Crianças e Natal, normalmente parceladas por conta do alto volume, fizeram com que o consumidor se precavesse, optando assim pelo pagamento à vista durante o mês de janeiro. É o que avalia o vice-presidente da Telecheque, José Antônio Praxedes Neto. "Diante do alto endividamento dos consumidores nos últimos meses de 2006, a opção por pagamentos com prazos menores foi a alternativa para não se perder com as dívidas e cair novamente no descontrole financeiro", explica o executivo.EstadosO Estado de Alagoas foi o que registrou a maior queda de cheques pré-datados na comparação com janeiro de 2006, de 16,24%. Na seqüência, destacaram-se os Estados do Rio de Janeiro, onde o levantamento verificou baixa de 10,46% na variação anual, e o Amazonas, que apresentou redução de 7,36%.Por sua vez, a opção pelo parcelamento mostrou crescimento na maioria dos Estados. De acordo com o estudo da Telecheque, três estados lideraram o ranking dos que mais utilizaram cheques pré-datados como forma de pagamento no mês de janeiro de 2007. Na primeira colocação ficou o Maranhão, com um total de 84,41% de transações parceladas. O uso de pré-datados no Estado maranhense também apresentou elevação de 30,63% na comparação com janeiro do ano passado, a maior alta entre os 19 estados pesquisados pela Telecheque.Logo atrás, Pernambuco acumulou 82,38% de pagamentos parcelados no primeiro mês do ano e verificou alta de 5,89% na variação anual. O Estado de Minas Gerais aparece na terceira posição com índice de 77,25% em janeiro de 2007 e ligeira alta de 0,72% ante mesmo período do ano passado.À vistaSegundo a Telecheque, oito Estados apresentaram incremento de compras realizadas à vista em comparativo com janeiro de 2006. O indicador mais significativo neste cenário foi constatado pelo levantamento no Rio de Janeiro. No Estado fluminense a opção de compra à vista por parte dos consumidores apresentou alta de 34,24%, acompanhado pelo Pará e Amazonas, com elevações de 32,62% e 23,12%, respectivamente.Texto alterado às 17h34 para correção de informação no quinto parágrafo

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.