Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Volume de execução hipotecária nos EUA bate recorde

O volume de processos para execução de hipotecas nos Estados Unidos atingiu recorde em abril, segundo relatório mensal divulgado pela consultoria RealtyTrac.

CYNTHIA DECLOEDT E MARCÍLIO SOUZA, Agencia Estado

13 de maio de 2009 | 10h40

Os processos para execução de hipotecas - conta que abrange as notificações de inadimplência, de leilões de vendas de imóveis e tomada de imóveis por bancos - atingiram 342.038 propriedades norte-americanas no mês passado, aproximadamente 1% acima do dado de março e 32% do de abril do ano passado, informou a consultoria. É o maior volume desde janeiro de 2005, quando a consultoria começou a registrar as informações.

A consultoria prevê que o volume de tomada de posse dos imóveis relativos a hipotecas inadimplentes irá disparar nos próximos meses, uma vez que os dados individuais de inadimplência das hipotecas e dos leilões subiram em abril.

Agência hipotecárias

A agência hipotecária Freddie Mac anunciou ontem que pedirá mais US$ 6,1 bilhões em capital ao Departamento do Tesouro dos Estados Unidos. O pedido segue-se ao prejuízo de US$ 9,85 bilhões registrado no primeiro trimestre deste ano, divulgado ontem, e que reflete o aumento da inadimplência em hipotecas. No primeiro trimestre de 2008, o grupo havia registrado prejuízo de US$ 151 milhões.

Esse requisição de capital eleva o total já pedido pela Freddie ao governo norte-americano para algo em torno de US$ 51 bilhões.

Na semana passada, a Fannie Mae anunciou prejuízo de US$ 23,17 bilhões no primeiro trimestre de 2009 e disse que precisará de mais US$ 19 bilhões do Tesouro dos EUA. Com esse montante, a Fannie Mae já pediu US$ 34 bilhões. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAhipotecasimóveis

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.