Volume de falências cai nos primeiros 10 meses de 2005

Levantamento divulgado nesta segunda-feira pela Serasa mostrou que os registros de falências e concordatas apresentaram queda entre janeiro e outubro de 2005, ante o mesmo período de 2004. As falências requeridas caíram 24,1%, as decretadas diminuíram 11,4% e as concordatas deferidas recuaram 34,3%. Desde o início da vigência da nova Lei de Falências, em junho de 2005, a empresa de análise de crédito constatou que houve 72 requerimentos de recuperação judicial de companhias e que não houve, nesse período, registros de solicitações de recuperação extrajudicial. Na avaliação dos técnicos da Serasa, a diminuição nos índices de falência reflete o "crescimento da atividade econômica verificado nos últimos trimestres". Segundo eles, mesmo a recente desaceleração da economia não foi suficiente para reduzir a capacidade de pagamento das empresas, que estariam sendo beneficiadas pela "alta liquidez da economia, fruto da expansão do crédito, do aumento das reservas internacionais e da relativa estabilidade da dívida pública como proporção do PIB". Quanto à queda nas concordatas, a Serasa destacou que o movimento também foi influenciado pela Nova Lei de Falências que, a partir do início de sua vigência, extinguiu esse instrumento judicial. A empresa ressalta que os deferimentos de concordatas, que serão observados por mais algum tempo, decorrem de requerimentos anteriores à vigência da nova legislação. Outubro O comportamento em outubro seguiu a mesma tendência verificada no acumulado dos dez primeiros meses de 2005, com números ainda mais expressivos, conforme a pesquisa da Serasa. As falências requeridas diminuíram 68,2%, as decretadas caíram 34,4% e as concordatas deferidas recuaram 91,7%. Os pedidos de recuperação judicial, em outubro deste ano, totalizaram 17 registros e não houve requerimentos de recuperação extrajudicial no mês.

Agencia Estado,

14 Novembro 2005 | 15h01

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.