Volume de falências decretadas cai 28,6% em janeiro

O volume de falências decretadas em janeiro de 2007 caiu 28,6% em comparação com o mesmo mês do ano passado. É o que afirma o levantamento nacional da Serasa, empresa de pesquisas, análises e informações econômico-financeiras, divulgado nesta quinta-feira. De acordo com a Serasa, foram decretadas 95 falências no primeiro mês de 2007, ante 133 em 2006. Em relação a dezembro do ano passado, quando 111 falências foram decretadas, a queda porcentual em janeiro foi menos expressiva: 14,4%.Para os analistas da Serasa, o recuo dos indicadores foi influenciado pelo crescimento da atividade econômica e da recuperação do mercado interno, "com a redução das taxas de juros, ampliação do crédito e das vendas". "A boa relação entre inadimplência e crédito mostra que as empresas estão dimensionando melhor a utilização de capital de terceiros, reduzindo as chances de insolvência", avaliaram os especialistas da instituição.O estudo mostra, ainda, que os requerimentos de falência registraram baixa. Em janeiro de 2007 foram solicitadas 198 falências, o que reflete em queda de 35,9% sobre janeiro de 2006 (309 requerimentos) e de 33,1% na comparação com dezembro do ano passado, quando foram requeridos 296 pedidos de falência.Segundo analistas da Serasa, a medida provisória que trata do cadastro positivo sobre o crédito irá influenciar favoravelmente os indicadores de falência."Essa nova legislação possibilitará o estabelecimento de políticas mais adequadas aos diversos tomadores de crédito, o que significará maior segurança nessas transações e, ainda, redução de custos e ampliação de recursos e abrangência", avaliaram, lembrando que a vantagem se estende tanto a pessoa física quanto a jurídica.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.