Volume de vendas externas caiu 18% em junho

A quantidade total de exportações brasileiras no mês passado caiu 18% em relação a junho de 2001, informa o Boletim Funcex de Comércio Exterior divulgado nesta quarta-feira. Foi a maior queda dos últimos anos e resultou em uma queda acumulada no ano de 7,4%, baixando o crescimento acumulado em 12 meses para 0,3%. ?Esse desempenho absolutamente fora do normal em junho deveu-se basicamente à queda de 39,3% do quantum (volume) de produtos básicos - a maior queda mês contra mês registrada nos últimos 10 anos?. A variação acumulada no ano das exportações de produtos básicos passou de um crescimento de 5,7% até abril para uma queda de 9,6% até junho.Segundo o boletim, ?pela primeira vez, em muito tempo, a queda das quantidades exportadas no acumulado do ano (- 7,3%) foi maior do que a dos preços (-6,6%). Após atingir um mínimo em março, os preços das exportações totais subiram 5,1% até junho, o que, segundo a Funcex, deixa os preços muito próximos da média do ano passado.A Funcex observa que a recuperação dos preços foi maior nos produtos básicos, alcançando 9,6% de março a junho e ficando em um patamar 1,8% maior que em junho de 2001. Já os semimanufaturados estavam 6,6% mais baratos no mês passado do que um ano antes, e os manufaturados também ficaram com preços menores em junho deste ano em relação ao mesmo mês de 2001.O Boletim Funcex informa também que o índice total dos preços no mês passado ainda era 21,4% menor do que o nível máximo dos anos 90.A alta do dólar não é suficiente para estimular o aumento das exportações de produtos manufaturados e semimanufaturados porque há um problema de demanda, segundo o Boletim Funcex de Comércio Exterior.O boletim diz que ?enquanto não houver uma recuperação mais intensa da demanda mundial e, especialmente, enquanto não se normalizar a situação econômica na Argentina, as perspectivas de recuperação das vendas destes produtos são muito limitadas, mesmo diante de uma taxa de câmbio atraente à exportação?.As vendas de produtos manufaturados ao exterior caíram, em quantidade, 9,5% em junho, mantendo o ritmo desde o fim do ano passado, e os produtos semimanufaturados caíram 2,6% em junho, quase o mesmo que os 2,5% de queda registrados no acumulado do ano até maio.

Agencia Estado,

24 de julho de 2002 | 18h44

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.