Volume negociado na Bovespa e participação estrangeira caem

O volume financeiro negociado na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) caiu 9,5% em abril, tomando como base o mesmo período do ano passado. O dado, divulgado nesta quinta-feira, mostra que, em reais, a movimentação ficou em 45,5 bilhões, contra 50,3 bilhões registrados no terceiro mês do ano. A média diária ficou em R$ 2,5 bilhões e 83.116 negócios, ante R$ 2,2 bilhões e 81.152 operações em março. No mês passado, apesar dos investidores estrangeiros manterem-se na liderança da movimentação financeira mensal, com participação de 35,58% do volume total, eles perderam o seu espaço nas negociações, tendo em vista que em março sua representatividade havia sido de 37,77%. Os investidores institucionais ficaram em segundo lugar, com 26,84%; contra 24,87% no mês anterior. As pessoas físicas ocuparam a terceira posição, com 23,76%, ante 25,65% em março. Na seqüência, ficaram as instituições financeiras, com 12,17%, ante 10,05%; as empresas, com 1,50%, ante 1,57%; e o grupo outros, com 0,15%, contra 0,10% em março.As ações que registraram maior giro financeiro foram Petrobras PN, com R$ 4,54 bilhões; Vale do Rio Doce PNA, com R$ 3,12 bilhões; Bradesco PN, com R$ 1,83 bilhão; Telemar PN, com R$ 1,73 bilhão; e Telemar ON, com R$ 1,43 bilhão.Mercado à vistaO mercado à vista respondeu por 93,7% do volume financeiro total em abril, seguido pelo de opções (mercado em que são negociados direitos de compra ou venda de um lote de ações, com preços e prazos de exercício preestabelecidos), com 3,3%, e pelo mercado a termo (compra de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em prazo determinado, resultando em um contrato entre as partes), com 3%. O after market (pregão eletrônico realizado à noite) negociou R$ 109.022.969,99, com 14.592 negócios no mês, ante os R$ 113.475.726,66 e 13.880 operações registradas no período anterior.IbovespaO Ibovespa encerrou abril com valorização de 6,3%, a 40.363 pontos. As ações que atingiram as maiores altas foram Telemar ON, com 82,1%; Brasil T Par ON, com 37,5%; Eletrobras ON, com 23,5%; Embratel Par PN, com 22,5%; e Souza Cruz ON, com 20,2%. No mesmo período, as maiores baixas foram registradas pelas ações Contax PN, com queda de 9,8%; Braskem PNA, com -7,8%; Telesp PN, com -7,2%; Vivo PN, com -6,3%; e Telemig Part PN, com -5%. Os demais índices também subiram: ITEL, com +7,3%, a 1.042 pontos; IBrX-50, com 5,7%, a 5.790 pontos; IBrX-100, com 5,4%, a 12.836 pontos; ITAG, com 4,4%, a 5.918 pontos; ISE, com 3,7%, a 1.229 pontos; IVBX-2, com 3,4%, a 4.063 pontos; IGC, com 3%, a 4.368 pontos; e IEE, com 2%, a 12.392 pontos.Valor de mercadoO valor de mercado (capitalização bursátil) das empresas com ações negociadas na Bovespa, em abril, atingiu R$ 1,37 trilhão. As 73 empresas que, ao fim de abril, integravam os Níveis Diferenciados de Governança Corporativa da Bovespa representaram 48% do valor de mercado, negociando 53% do volume financeiro e 55% da quantidade de negócios no mercado à vista.Em abril, sete Fundos de Investimento em Direitos Creditórios (FIDC), quatro Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI) e quatro debêntures (título de renda fixa emitido por sociedade anônima para tomar empréstimo no mercado) iniciaram negociação nos mercados de renda fixa da Bovespa. O volume financeiro do mercado secundário totalizou R$ 84.230.145,69, ante R$ 260.210.209,32 em março, somados os negócios realizados no Bovespa Fix e Soma Fix. Desse total, R$ 54.528.700,73 referem-se a FIDCs, R$ 23.616.201,97 a debêntures e R$ 6.085.242,99 a CRIs. Home brokerSegundo a Bovespa, o home broker, por mais um mês, atingiu recordes de volume e negócios, registrando médias diárias de R$ 268,9 milhões e 34.100 respectivamente, contra R$ 250,1 milhões e 31.683 em março. A participação do home broker no total de negócios em abril também atingiu a máxima histórica, alcançando 21,31%, acima dos 20,12% do mês anterior. Foram realizados 57.939 acessos ao sistema, ante 59.507 em março. O valor médio das operações manteve-se nos mesmos R$ 7,8 mil registrados no mês anterior. Atualmente, 51 corretoras oferecem o serviço.A Bovespa listou 28 clubes de investimento em abril, elevando para 151 o número de novos registros em 2006. Desde o lançamento do programa de popularização, em setembro de 2002, foram criados 1.095 clubes. No total, a Bovespa lista 1.430 clubes até 31 de abril. No que se refere ao patrimônio líquido, totalizam R$ 8,3 bilhões e reúnem 121,5 mil cotistas, segundo os últimos dados disponíveis, de março deste ano. Home Broker é referente sistema de negociação através da Internet, que permite ao usuário dar ordens diretas de compra e venda através da rede.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.