Volvo anuncia demissão de 1.620 funcionários na Suécia

Prejudicada pela forte queda na demanda em decorrência da crise, montadora anunciou diversas demissões

Nathália Ferreira, da Agência Estado,

13 de janeiro de 2009 | 15h07

A Volvo está demitindo mais 1.620 funcionários, incluindo 1.020 trabalhadores da divisão de caminhões, que foi duramente atingida pelo declínio da demanda, informou uma autoridade da empresa. As outras 600 demissões serão na divisão de transmissão e motor. Todos os cortes são na Suécia.   Veja também: Crise levou montadoras a demitir 35 mil Desemprego, a terceira fase da crise financeira global De olho nos sintomas da crise econômica  Dicionário da crise  Lições de 29 Como o mundo reage à crise    Nos últimos meses, a Volvo anunciou diversas rodadas de demissões nas divisões de caminhões, maquinaria pesada, transmissão e motor e tecnologia de informação.   A divisão de caminhões já demitiu um total de 2.925 pessoas, disse Barbro Tunvald, do departamento de comunicação corporativa da divisão. No final de setembro, a Volvo possuía 103.402 funcionários.

Tudo o que sabemos sobre:
Crise FinanceiraSetor AutomotivoVolvo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.