Volvo Cars prevê vendas em 2013 em nível próximo ao deste ano

A Volvo Cars prevê que as vendas ficarão praticamente estáveis no próximo ano, mas não pretende fazer mais cortes de postos de trabalho na linha de produção.

Reuters

18 de dezembro de 2012 | 09h12

O presidente-executivo Hakan Samuelsson, em entrevista nesta terça-feira ao jornal Dagens Industri, confirmou que a companhia estimava as vendas para 2013 entre 400 mil a 410 mil carros, volume quase igual ou ligeiramente abaixo ante 2012.

"Sim, nós esperamos algo nessa ordem", respondeu Samuelsson, no cargo desde o começo do ano. "Este é o nível em que vemos o mercado chegando ao fundo do poço", acrescentou.

A companhia, que a Ford vendeu à chinesa Zhejiang Geely Holding em 2010, despachou 450 mil veículos no ano passado e tem a meta ambiciosa de 800 mil anuais em 2020, mas a fraca demanda tem prejudicado fortemente as vendas.

Samuelsson negou que, embora a companhia discuta medidas para redução de custos, haja planos de demissões.

(Por Niklas Pollard)

Tudo o que sabemos sobre:
AUTOSVOLVOVENDAS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.