Volvo é autorizada a produzir na China

A montadora Volvo informou ontem que recebeu uma autorização, longamente esperada pela companhia, para iniciar a produção na China nas suas fábricas de Daqing e Zhangjiakou.

O Estado de S.Paulo

24 de agosto de 2013 | 02h14

A empresa, com sede na Suécia, está apostando em fortes vendas de Volvos produzidos no país, o maior mercado de carros do mundo, para ajudá-la a atingir suas ambiciosas metas de vendas e, ainda, garantir seu futuro na competitiva indústria automotiva.

A Volvo, que tem a expectativa de vender 200 mil carros na China até 2018 - comparados com cerca de 42 mil no ano passado-, havia recebido uma licença de produção para a unidade de Chengdu em junho, mas ainda esperava pela autorização nas outras fábricas.

A empresa tem planejado um rápido crescimento na China para atingir sua meta de vender 800 mil carros em 2020, mas até agora, o progresso de negociação tem sido lento.

A companhia ainda informou que espera que o início de produção na unidade de Chengdu ocorra no quarto trimestre deste ano, com a unidade de Daqing entrando em operação no próximo ano.

A fábrica de motores em Zhangjiakou começará a operar nos próximos meses, completou a empresa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.