Marcos Oliveira/Agência Senado
Marcos Oliveira/Agência Senado

Votei a favor da minha consciência, diz tucano contrário à reforma trabalhista

Senador Eduardo Amorim (PSDB-SE) afirmou que o seu posicionamento contrário à reforma já era conhecido pelos demais parlamentares

Isabela Bonfim, O Estado de S.Paulo

20 Junho 2017 | 18h12

BRASÍLIA - Na base do governo, o senador Eduardo Amorim (PSDB-SE) afirmou que votou com a consciência ao se posicionar contrariamente à reforma trabalhista na Comissão de Assuntos Sociais (CAS). Seu voto foi definitivo na derrota do governo por 10 votos a 9. O tucano também defendeu que o PSDB saia do governo.

"Eu votei a favor da minha consciência. Acredito que esse é um momento equivocado, de crise, de recessão. Não é o momento de votar retirada de direitos conquistados há décadas", afirmou. O senador também se posicionou contrariamente à reforma da Previdência.

O senador disse ainda que seu posicionamento já era de conhecimento dos demais senadores. "Internamente, eu já havia me posicionado. Não me manifestei na comissão para não causar mal-estar ao meu partido, mas já havia comunicado meu voto ao meu líder e também a alguns membros da oposição", disse.

+ VITÓRIA É CERTA, DIZ TEMER SOBRE APROVAÇÃO DA REFORMA TRABALHISTA NO SENADO

Amorim afirmou que sua posição não contrasta com a do PSDB, partido ao qual se filiou recentemente. "Eu também sou a favor das reformas, mas acredito que existem reformas que precisam ser feitas primeiro, como uma reforma tributária", alegou.

O senador também se posicionou contrariamente a Michel Temer e defendeu que o PSDB saia do governo. "O partido tem que apoiar o que é bom para o País, mas não precisa estar no governo, nem ter ministério para isso", afirmou ao dizer que sua posição é muito semelhante ao do presidente interino do partido, Tasso Jereissati.

+ VEJA COMO FOI A VOTAÇÃO

Mais conteúdo sobre:
REFORMA TRABALHISTA

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.