Voto de confiança na Grécia alivia tensão política

O voto de confiança do Parlamento obtido na madrugada de ontem pelo primeiro-ministro da Grécia, George Papandreou, desmobilizou chefes de Estado e de governo da União Europeia, que se preparavam para uma longa reunião de cúpula com início hoje, em Bruxelas.

Andrei Netto, O Estado de S.Paulo

23 de junho de 2011 | 00h00

No encontro deveria ser definido o acordo final para um segundo programa de socorro a Atenas, cujo valor pode se aproximar de ? 120 bilhões. Com a redução da tensão política, os líderes europeus adiaram a decisão para 3 de julho, condicionando-o a um novo programa de austeridade na Grécia.

A votação abriu caminho ao premiê para a aprovação de um segundo plano de austeridade, cujos cortes são avaliados em ? 28 bilhões ao longo de cinco anos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.