Wachovia, 4o maior banco dos EUA, sofre queda de 10% no lucro

O Wachovia Corp, quarto maior bancodos Estados Unidos, registrou uma queda de 10 por cento em seulucro trimestral, impactado por perdas contábeis de 1,3 bilhãode dólares de sua unidade de investimentos. O lucro líquido do terceiro trimestre caiu para 1,69 bilhãode dólares, ou 0,89 dólar por ação, ante 1,88 bilhão dedólares, ou 1,17 dólar por ação, um ano antes, informou o banconesta sexta-feira. A receita cresceu 4 por cento, para 7,35bilhões de dólares. Analistas consultados pela Reuters Estimates apostavam, emmédia, em um ganho trimestral de 1,04 dólar por ação sobrereceitas de 7,77 bilhões de dólares. O banco reduziu suaprevisão de ganho anual com comissões. Os problemas nos mercados de renda fixa "claramente tiveramum impacto decepcionante sobre os resultados dos negócios",disse o presidente-executivo do Wachovia, Ken Thompson, emcomunicado. Os resultados do banco reforçam uma semana ruim para asinstituições financeiras norte-americanas, que têm sidoatingidas por custos maiores relacionados a empréstimos dedifícil recuperação, turbulências nos mercados de capitais equeda nos valores de vários títulos. O lucro do Citigroup caiu 57 por cento e o do Bank ofAmerica recuou 32 por cento. O JPMorgan conseguiu um aumento deapenas 2 por cento em seu lucro. Os resultados e previsões detodos, excluindo os do JPMorgan, desapontaram investidores. O Wachovia informou que as baixas contábeis de 1,3 bilhãode dólares são relacionadas a produtos estruturados eempréstimos alavancados. Isso fez com que o lucro da unidade debanco de investimento da instituição caísse 80 por cento, para105 milhões de dólares, e a receita recuasse 51 por cento, para819 milhões de dólares. (Por Jonathan Stempel)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.