Wal-Mart abrirá 40 farmácias no País

A rede de varejo americana Wal-Mart vai abrir 40 farmácias nos corredores de serviços de suas lojas brasileiras este ano. O total representa um acréscimo de 30% no número de drogarias da empresa no País, hoje em 134. O investimento na venda de medicamentos é uma das estratégias da empresa para crescer ainda mais fora dos Estados Unidos. No ano passado, esses mercados foram responsáveis por manter o resultado financeiro positivo da empresa. Em encontro com sete mil funcionários da companhia ontem, o presidente mundial do Wal-Mart, Lee Scott divulgou o crescimento de 18,2% nas vendas líquidas internacionais em 2007 em relação a 2006. O aumento global das vendas da varejista, incluindo aí os resultados dos Estados Unidos, ficou em modestos 2,4%.No pronunciamento de ontem, o presidente do Wal-Mart destacou o programa de venda de medicamentos genéricos, implantado em junho do ano passado na filial brasileira e presente também no México, Porto Rico e EUA. Segundo Scott, o programa proporcionou economia aos consumidores brasileiros, ao oferecer descontos de 50% a 60% nos produtos, em comparação ao preço do remédio de referência. A estratégia, ainda segundo o executivo, faz parte do compromisso do grupo em ?reduzir custos com saúde global?.Outros grupos varejistas nacionais, como Pão de Açúcar e Carrefour, também entraram na disputa pelos compradores de remédios nos últimos anos. O Pão de Açúcar, há seis anos com farmácias próprias, também oferece genéricos. O Carrefour, mais novo nesse mercado, tinha planos de fechar 2007 com 102 unidades. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.