Wal-Mart lucra US$ 2,53 bi e supera previsão

Walt-Mart Stores Inc., maior varejista mundial, anunciou um lucro líquido de US$ 2,53 bilhões (US$ 0,57 por ação) no quarto trimestre até 31 de janeiro de 2003, em relação ao lucro de US$ 2,18 bilhões (US$ 0,49 por ação) em igual período de 2002. As vendas no trimestre atingiram US$ 71,0 bilhões, em comparação com US$ 64,2 bilhões em 2002. As vendas de mesmas lojas (abertas há mais de um ano) subiram 2,7% no quarto trimestre. A estimativa da Thomson First Call era de um lucro por ação de US$ 0,56 no quarto trimestre sobre vendas de US$ 71,5 bilhões. No quarto trimestre, o segmento lojas Wal-Mart, que inclui o Supercenters, teve um lucro operacional de US$ 3,59 bilhões, um aumento de 15,8% em relação aos US$ 3,10 bilhões em igual período de 2002. As vendas desse segmento foram de US$ 45,4 bilhões, uma alta de 11,2% em relação aos US$ 40,9 bilhões em 2001. Sam´s ClubA divisão Sam´s Club registrou um lucro operacional no trimestre de US$ 295 milhões, uma queda de 0,7% ante os US$ 297 milhões em 2002. As vendas foram de US$ 8,73 bilhões, um crescimento de 5,2% ante os US$ 8,3 bilhões em 2002. O segmento internacional teve um lucro operacional de US$ 757 milhões no período, um crescimento de 37,6% ante os US$ 550 milhões em 2002. A divisão internacional registrou vendas de US$ 12,1 bilhões, uma alta de 12,7% ante os US$ 10,8 bilhões em 2002. Até 31 de janeiro de 2003, a empresa registrava 1.568 lojas Wal-Mart, 1.258 Supercenters, 525 Sam´s Clubs nos EUA. Além disso, a Wal-Mart opera unidades no Brasil (22), na Argentina (11), Canadá (213), China (26), Alemanha (94), Coréia (15), México (597), Porto Rico (52) e Reino Unido (258).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.