Walmart usa paraísos fiscais para reduzir tributação, diz relatório

Walmart usa paraísos fiscais para reduzir tributação, diz relatório

Varejista construiu rede com 78 divisões em 15 paraísos fiscais para aliviar impacto de impostos

REUTERS

17 de junho de 2015 | 10h34

Atualização em 18/6/2005

O Walmart Stores construiu uma rede de 78 subsidiárias e divisões em 15 paraísos fiscais para minimizar impostos sobre suas operações fora dos Estados Unidos, informou um relatório do grupo norte-americano de defesa da reforma tributária Tax Fairness.

O Walmart detém ao menos US$ 76 bilhões em ativos por meio de companhias domiciliadas em Luxemburgo e Holanda, disse o relatório. A maior varejista do mundo não lista essas subsidiárias em seus relatórios anuais enviados à Securities and Exchange Commission (SEC, órgão regulador do mercado de capitais nos EUA).

Subsidiárias em paraísos fiscais detêm ao menos 25 das 27 operações estrangeiras do Walmart, em países como Reino Unido, China e Japão, disse o relatório.

O Walmart tem 22 companhias que operam como veículos da empresa em Luxemburgo, onde não possui uma única loja, e paga menos de 1 por cento de impostos no país, com lucros de US$ 1,3 bilhão de 2010 a 2013, disse o relatório.

Em resposta ao Estado, o Walmart critica o relatório, "elaborado por um grupo que emite regularmente publicações inverídicas semelhantes sobre o Walmart".

Em nota, a companhia explica: "Como a empresa utiliza recursos gerados a partir do mercado norte-americano para continuar a investir em lojas, salários e no crescimento nos EUA, mantemos uma grande parte das receitas em divisas nos mercados internacionais onde são reinvestidas para o crescimento." (Com informações da Reuters).

Tudo o que sabemos sobre:
VarejoWalmart

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.