Washington intensifica pedido para que Europa faça mais pela economia

O secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Jack Lew, disse nesta quarta-feira que a França e a Itália deveriam ter mais tempo para controlar seus déficits orçamentários e que é "fundamental" que a Alemanha e a Holanda abram seus cofres para impulsionar o crescimento econômico.

REUTERS

12 de novembro de 2014 | 20h46

Jack Lew disse que a França e a Itália devem acelerar as reformas econômicas estruturais e que "conforme as reformas vão sendo implementadas, há um forte argumento para estender o período para consolidação fiscal".

Em uma avaliação contundente não usual do que a Europa deve fazer para ajudar a sua economia Lew disse: "É fundamental que os países com grandes superávits externos e espaço fiscal, como a Alemanha e a Holanda, busquem mais políticas fiscais para aumentar a demanda".

Lew fez os comentários em um evento organizado pelo Conselho de Assuntos Mundiais de Seattle.

(Por Bill Rigby)

Tudo o que sabemos sobre:
MACROEUALEW*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.