Wells Fargo pagará US$ 25 bilhões ao governo dos EUA

A instituição é a última dentre os grandes bancos americanos a anunciar planos de devolver ajuda

AE-DOW JONES, Agencia Estado

15 de dezembro de 2009 | 07h07

O Wells Fargo tornou-se nesta segunda-feira o último dos grandes bancos dos EUA a anunciar planos de pagar os US$ 25 bilhões de ajuda que recebeu do governo no auge da crise financeira. O banco de San Francisco levantará US$ 10,4 bilhões com uma venda de ações de forma a poder sair do Programa de Alívio de Ativos Problemáticos (Tarp, na sigla em inglês). A maior parte da dívida será paga em dinheiro.

 

VEJA TAMBÉM:
Citi paga empréstimo de US$ 20 bi ao governo dos EUA

O anúncio veio depois de o Citigroup ter chegado a um acordo similar com os reguladores do sistema bancário, ainda na segunda-feira, e se segue a medidas semelhantes tomadas por JPMorgan Chase e pelo Bank of America. Goldman Sachs e Morgan Stanley, os últimos grandes bancos de investimento do país, também pagaram a ajuda do governo neste ano.

 

Perto de se livrar das restrições impostas pelo Tarp, o Wells Fargo ainda anunciou na noite desta segunda-feira que comprará, pagando em dinheiro, a participação minoritária da Prudential Financial na corretora que a empresa possui em sociedade com a Wells Fargo Advisors. Os detalhes do acordo não foram anunciados. As informações são da Dow Jones.

 

Tudo o que sabemos sobre:
EUAcrisebancos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.