AP Photo/Richard Drew
AP Photo/Richard Drew

Wells Fargo planeja corte de até 26,5 mil funcionários nos próximos três anos

Banco americano diz que redução do quadro de empregados faz parte de uma mudança de modelo de negócios, que será voltado para transações pela internet

O Estado de S.Paulo

21 Setembro 2018 | 02h41

NOVA YORK - O banco americano Wells Fargo anunciou nesta quinta-feira, 20, que planeja cortar 5% a 10% de seu quadro de funcionários nos próximos três anos, o que representaria até 26,5 mil demissões.

O Wells Fargo, que tenta recuperar a confiança dos clientes após vários escândalos, disse que a redução da equipe irá aperfeiçoar a eficiência do banco, que registra cada vez mais transações por meio de plataformas digitais.

"Seguiremos transformando a Wells Fargo para entregar o que os clientes querem", disse Sloan. "O que inclui mudar nosso modelo de negócios para se ajustar a essas necessidades".

Nos Estados Unidos, grandes bancos fecharam agências físicas devido ao crescente uso do internet banking. A própria Wells Fargo anunciou em julho que fechará 300 agências neste ano e reduziria investimentos a outras 52 unidades do Meio Oeste americano.

No segundo trimestre deste ano, o banco registrou uma queda de 5% de suas transações em caixas físicos e automáticos. Por outro lado, operações por plataformas digitais subiram 17% no mesmo período em 2017, informou balanço divulgado pela Wells Fargo em julho passado. //AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.