coluna

Louise Barsi explica como viver de dividendos seguindo o Jeito Barsi de investir

WorldCom afeta desempenho dos mercados

A quarta-feira é marcada por reações negativas por parte dos investidores à revelação de que a WorldCom cometeu uma das maiores fraudes de balanço dos registros norte-americanos, ao desviar impropriamente US$ 3,8 bilhões para inflar o lucro da companhia em 2001 e no primeiro trimestre de 2002. A maior parte das Bolsas globais despencou, confirmando seus índices nos menores níveis desde o atentado de 11 de setembro nos EUA. Nos Estados Unidos, o Nasdaq - índice da bolsa que negocia papéis do setor de tecnologia e Internet - foi além e caiu ao menor nível em cinco anos. Às 14h45, a baixa é de 1,55%. O índice Dow Jones - que mede a valorização das ações mais negociadas na Bolsa de Nova York - está em queda de 1,38%. No Brasil, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) opera com baixa de 1,67%.Na Bovespa, os papéis da Embratel foram fortemente impactados. As ações da operadora de telefonia fixa tiveram queda dramática, de mais de 20%, contribuindo para manter a Bolsa deprimida, pois essas ações têm peso relevante no Ibovespa - índice que mede a valorização das ações mais negociadas na Bovespa. Às 14h55, as ações preferenciais (PN, sem direito a voto da companhia) da Embratel registram queda de 23,78% e as ordinárias (ON, com direito a voto) da empresa estão em baixa de 17,74%.O dólar comercial está cotado a R$ 2,8650 na ponta de venda dos negócios, em alta de 1,42% em relação aos últimos negócios de ontem. No mercado de juros, os contratos de DI futuro com vencimento em janeiro de 2003, negociados na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), pagam taxas de 25,100% ao ano, frente a 25,200% ao ano ontem. O escandâlo da WorldCom ampliou o temor de surgimento de novos casos de fraudes contábeis em empresas norte-americanas e fez crescer ainda mais a aversão a risco entre os investidores. O comportamento do C-Bonds - principais títulos da dívida brasileira - refletem essa percepção. Às 14h50, eram vendidos a 58,813 centavos por dólar, frente a 60,500 centavos por dólar ontem.A piora nas bolsas mundiais acontece no dia em que o Banco Central dos Estados Unidos (Fed) está reunido para definir as taxas de juro nos EUA. Embora a maior parte dos analistas acredite que o Fed não alterará a direção do juro, o mercado deve concentrar grande atenção ao comunicado seguinte à conclusão da reunião, para verificar qual é a percepção das autoridades em relação ao futuro da economia norte-americana.Não deixe de ver no link abaixo as dicas de investimento, com as recomendações das principais instituições financeiras, incluindo indicações de carteira para as suas aplicações, de acordo com o perfil do investidor e prazo da aplicação. Confira ainda a tabela resumo financeiro com os principais dados do mercado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.