coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

WorldCom escolhe Goldman Sachs para vender Embratel

A WorldCom contratou o banco de investimentos Goldman Sachs para estruturar a venda de seus ativos na América Latina. A gigante norte-americana já tinha anunciado que venderia sua participação na Embratel, operadora de telecomunicações de longa distância no Brasil, e na Avantel, sua unidade no México, para reduzir o montante de seu endividamento. Na terça-feira, a WorldCom, segunda maior operadora de telefonia de longa distância dos EUA, admitiu ter inflado seus lucros em US$ 3,9 bilhões usando práticas contábeis inadequadas, o que gerou nervosismo nos mercados financeiros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.