Matheus Lombardi/XP
Matheus Lombardi/XP

XP analisa colocar os dois pés na negociação de criptomoedas, com nova plataforma

Com saída do Itaú Unibanco da sociedade na corretora, empresa fica mais livre para entrar em mercados mais arriscados e considerados 'alternativos', apurou o ‘Estadão’

Fernanda Guimarães, O Estado de S.Paulo

02 de junho de 2021 | 15h24

A XP, de Guilherme Benchimol, colocou na mesa a remontagem de sua plataforma de criptomoedas, em um momento em que o assunto tem ganhado cada vez mais fama entre os investidores no Brasil, apurou o Estadão. O assunto dentro da maior plataforma de investimentos do País não é uma novidade e já estava há alguns anos na mira, mas poderá ser retomado por conta de condições mais favoráveis para essa empreitada.

Os sócios da XP, que fazem parte da XP Controle, chegaram a montar uma corretora de criptomoedas, a Xdex, mas no começo do ano passado a operação encerrou atividades, citando as dificuldades de empreender em um mercado não regulado. Agora, com o assunto voltando à tona, a ideia é que a XP faça esse investimento.

Uma das questões que teriam afastado a XP de investir em uma plataforma de cripto, apurou o Estadão, seria um “veto” de seu então sócio Itaú Unibanco, que tinha 49% da XP. Agora, com o maior banco da América Latina começando a se desfazer da posição e perto de repassar a participação para que seus acionistas possam deter os papéis diretamente, as portas ficaram abertas para o investimento. 

Atenta ao maior interesse de seus investidores para o mercado de criptoativos, a XP, nesse meio tempo, tem colocado fundos de investimento focados nesses ativos em sua plataforma, com valores de entrada acessíveis às pessoas físicas. O mercado de bitcoin, a criptomoeda mais famosa em todo o mundo, vem crescendo ano a ano.

No mundo, os olhos estão voltados para as corretoras de criptomoedas, principalmente após a abertura de capital da Coinbase, a maior dos Estados Unidos, na bolsa norte-americana Nasdaq, que já tem valor de mercado na casa de US$ 100 bilhões. Por aqui o Mercado Bitcoin, por exemplo, que estava atento a essa operação, já está com bancos contatados para fazer seu IPO (oferta inicial de ações) neste ano. 

Procurada, XP não comentou até o momento.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.