Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Yahoo! rejeita oferta de compra da Microsoft

Portal diz que proposta de US$ 44 bi subvaloriza marca; analistas esperam nova oferta.

Da BBC Brasil, BBC

11 de fevereiro de 2008 | 16h55

O Yahoo! rejeitou uma oferta de compra por US$ 44,6 bilhões da empresa de softwares Microsoft, alegando que o preço oferecido é baixo e, portanto, não interessa aos acionistas.O conselho de diretores do Yahoo! justificou a decisão alegando que a oferta subvalorizava a sua marca, a sua audiência, além de "investimentos recentes significativos em plataformas de publicidade" e "perspectivas de crescimento para o futuro, fluxo de caixa livre e potencial de ganhos".De acordo com a proposta da Microsoft, a empresa pagaria US$ 31 por cada ação do Yahoo!, um valor 62% acima do preço atribuído às ações do portal na data da oferta, o dia 1º de fevereiro.A fusão da Microsoft com o Yahoo! criaria uma das maiores empresas de tecnologia do mundo, desafiando o maior rival do portal, o Google.US$ 40 por açãoO conselho de diretores disse que está avaliando todas as opções estratégicas de forma permanente."Nesse momento eles estão regateando", disse o analista de tecnologia Rob Enderle."O Yahoo! não está dizendo não a qualquer preço. Eles estão dizendo que a oferta da Microsoft não é forte o suficiente", acrescentou.Uma fonte citada pelo jornal americano Wall Street Journal disse que havia poucas chances de que o conselho do Yahoo! considerasse qualquer coisa abaixo de US$ 40 por ação.Tal oferta representaria um acréscimo de 109% ao valor das ações do portal um dia antes de a proposta inicial ter sido feita - US$ 19.Há dois anos que as ações do Yahoo! não ultrapassam o valor de US$ 40.Anúncios OnlineOs analistas dizem que há grandes chances de a Microsoft voltar à mesa de negociações com uma oferta melhorada. "Isto é tão importante do ponto de vista da Microsoft que existe uma grande chance de haver mais dinheiro na mesa", disse o analista Ian Maude, da empresa Enders Analysis."A lógica estratégica está no mercado de anúncios online. Ele faria delas (as duas empresas unidas) uma parada obrigatória para qualquer companhia ao considerar seus planos de publicidade".Embora as ações do Yahoo! tenham caído abruptamente nos últimos meses, seus sites continuam entre os mais populares do mundo.Quando a oferta original foi feita, o diretor executivo da Microsoft, Steve Ballmer, disse que a fusão das duas empresas as deixaria melhor posicionadas para brigar no mercado competitivo dos serviços online. "Nós acreditamos que a fusão irá agregar mais valor aos acionistas das duas empresas, e proporcionar opções mais diversas e inovadoras aos consumidores e parceiros na indústria", afirmou Ballmer, no site da Microsoft, há alguns dias. "A combinação das duas empresas proporcionaria a sinergia necessária para equilibrar a economia das plataformas de anúncios, que hoje conta apenas com um competidor", declarou. De acordo com o arquiteto-chefe de softwares da Microsoft, Ray Ozzie, com a fusão, as duas empresas "alcançariam metas que jamais conseguiriam atingir sozinhas".BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
yahoo microsoft

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.