Yara comprará Terra com US$4,1 bi para se expandir nos EUA

A norueguesa Yara concordou nesta segunda-feira em comprar a Terra Industries por 4,1 bilhões de dólares para criar uma empresa líder em produção de fertilizantes e ampliar sua presença nos Estados Unidos.

WOJCIECH MOSKWA E JOERGEN FRICH, REUTERS

15 de fevereiro de 2010 | 11h53

No mês passado, a norte-americana CF Industries Holdings Inc retirou sua oferta hostil para comprar a Terra.

Essa batalha, que durou um ano, junto com outras aquisições e fusões, deixou o setor de fertilizantes sob os holofotes, apesar de uma forte queda de preços no ano passado em meio à crise econômica global.

Analistas e produtores preveem uma forte recuperação da demanda em 2010, já que os produtores buscam se reabastecer.

O presidente executivo da Yara, Joergen Ole Haslestad, disse nesta segunda-feira que a aquisição da Terra "criará uma empresa claramente número 1 na indústria de fertilizantes".

A empresa resultante terá uma participação de cerca de 30 por cento no mercado de fertilizantes dos EUA e 8 por cento do mercado global. A Yara disse esperar sinergias anuais de 60 milhões de dólares.

Tudo o que sabemos sobre:
COMMODS, YARA, COMPRA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.