Yukos se propõe a pagar impostos atrasados dentro de dois anos

A petrolífera OAO Yukos apresentou alguns detalhes do seu plano de pagar impostos atrasados, afirmando que vai pagar ao governo russo US$ 8 bilhões durante um período de dois anos. O porta-voz Hugo Erikssen disse que a proposta é pagar US$ 2,5 bilhões este mês, outros US$ 3,5 bilhões até julho de 2005 e mais US$ 2 bilhões antes de julho de 2006.A Yukos tem afirmando que possui cerca de US$ 1,4 bilhão em caixa disponível, mas foi impossibilitada de vender ativos para levantar recursos depois que um tribunal determinou um congelamento no início deste mês. Erikssen não deu detalhes a respeito da fonte do dinheiro para o cumprimento da agenda de pagamentos.Na segunda-feira, agências de notícias russas citaram uma fonte oficial que teria afirmado que o governo estava estudando uma carta que continha a proposta da Yukos, no que parecia ser a primeira pista de que o governo poderia chegar a um acordo com a empresa. A agência ITAR-Tass, citando uma fonte próxima ao governo, disse que departamentos individuais que poderiam recomendar uma decisão sobre a proposta iriam estudá-la durante o período de um mês.O governo alega que a Yukos deduziu impostos indevidamente e exige a devolução de 99,4 bilhões de rublos (US$ 3,4 bilhões) referentes a 2000 e 99 bilhões de rublos referentes a 2001. As exigências fazem parte de uma série de processos legais contra a Yukos e seus proprietários. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.