Daniel Teixeira/Estadão - 3/7/2020
Daniel Teixeira/Estadão - 3/7/2020

Zara fecha 7 lojas no Brasil em plano que privilegia espaços maiores

Marca passa por uma reorganização mundial com foco nas vendas online; marca deve ficar com 49 lojas no País

Talita Nascimento, O Estado de S.Paulo

22 de janeiro de 2021 | 14h24

A rede de lojas Zara passa por uma reorganização mundial em um plano com foco no digital e corte de lojas menores. O plano já é antigo na empresa e, no Brasil, começou ainda no ano passado, com o fechamento de lojas nas cidades de Joinville (SC) e São José dos Campos (SP), segundo apurou o Estadão/Broadcast.

Neste ano, haverá fechamentos em mais cinco cidades: Vila Velha (ES), Uberlândia (MG), São Bernardo (SP), Campo Grande (MS) e Goiânia (GO). A previsão, segundo fonte próxima ao assunto, é que a rede fique com 49 lojas no País, das 56 existentes antes da execução do plano.

Os critérios para a escolha das lojas que saem do portfólio da empresa são o tamanho e a localização. A estratégia é manter grandes lojas com potencial para alavancar a estratégia online da companhia, que envolve modernização desses estabelecimentos. Lojas menores, consideradas satélites e localizadas em cidades com menor fluxo, por sua vez, perdem relevância nesse novo posicionamento.

A Inditex, grupo varejista dono das marcas Zara, Bershka, Pull & Bear e Massimo Dutti, anunciou em junho do ano passado o fechamento de 1,2 mil lojas em todo o mundo. A decisão ocorreu após as vendas caírem 44% no primeiro trimestre em relação ao ano anterior, em razão da pandemia de covid-19, segundo informações do jornal inglês The Guardian. As perdas, porém, estariam concentradas entre as lojas mais antigas de outras marcas que não a Zara. 

Tudo o que sabemos sobre:
ZaraInditex

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.