Zimbábue deve ser condenado pelo G8, diz casa Branca

Líderes do G8, grupodas nações mais industrializadas do mundo mais a Rússia, vão sereunir no Japão esta semana e deverão condenar o governo dopresidente do Zimbábue, Robert Mugabe, disse um membro da CasaBranca no sábado. Mugabe desafiou a condenação internacional das eleiçõespresidenciais de 27 de junho, nas quais ele foi o únicocandidato, depois que o líder da oposição, Morgan Tsvangirai,retirou sua candidatura, alegando violência política. Dennis Wilder, um membro de alto escalão do Conselho deSegurança Nacional dos Estados Unidos, disse que o Zimbábueestará na pauta da reunião de Grã-Bretanha, França, Alemanha,Itália, Japão, Rússia, Canadá e Estados Unidos entre os dias 7e 9 de julho, na ilha japonesa de Hokkaido. "Acho que o G8 vai condenar fortemente o que Mugabe fez.Vai condenar fortemente a legitimidade de seu governo noZimbábue", afirmou Wilder a jornalistas a bordo do aviãopresidencial dos Estados Unidos, o Air Force One, durante aviagem do presidente George W. Bush ao Japão para aconferência. (Reportagem Tabassum Zakaria)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.