coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Zimmermann: Modelo elétrico nasceu no pós-racionamento

O secretário-executivo do Ministério de Minas e Energia, Márcio Zimmermann, disse nessa quarta-feira, 12, que o atual modelo elétrico nasceu no pós-racionamento e, portanto, com série de uma ajustes para garantir a segurança do fornecimento de eletricidade. "Podemos afirmar tranquilamente que o Brasil está em equilíbrio estrutural na oferta de energia", afirmou durante audiência pública na Comissão de Infraestrutura do Senado.

EDUARDO RODRIGUES, Agencia Estado

12 de março de 2014 | 09h30

O secretário disse que não é mais possível se expandir muito o parque hidrelétrico porque os requisitos socioambientais da sociedade cresceram - na fronteira amazônica, por exemplo, não se podem construir grandes reservatórios para usinas -, por isso parque térmico vem crescendo. "Temos hoje um modelo hidrotérmico e as térmicas são contratadas para serem usadas quando necessário. No nosso modelo é normal acionar as térmicas de forma integrada, completou.

Zimmermann disse ainda que o ministério está olhando de perto crise energética deste início de ano, mas destacou setor continua atraindo investimentos privados, tanto nacionais como internacionais.

Tudo o que sabemos sobre:
modelo elétricoBrasilZimmermann

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.