Zoellick, do Bird, faz alerta sobre perspectivas globais

Ainda há um elevado grau de incerteza sobre as perspectivas para a economia global, apesar de o crescimento da China poder surpreender positivamente, disse o presidente do Banco Mundial, Robert Zoellick, nesta terça-feira.

REUTERS

12 de maio de 2009 | 16h18

Zoellick disse que as previsões sobre a economia mundial variam de cautela a otimismo de que o ritmo da desaceleração está diminuindo.

"A China pode ser uma surpresa positiva. Ela agiu rápida e agressivamente para estimular a demanda. (O país) tem tido números bem bons."

Zoellick ressaltou que grande parte do gasto na China tem vindo do governo e que a dúvida agora é se o setor privado acompanhará o movimento.

"Ainda enfrentamos um grau de incerteza, mas claro que seria um erro fatal deixar que essa incerteza nos paralise. Nossa postura é tentar e monitorar as condições bem de perto", disse ele.

"A recapitalização está progredindo razoavelmente bem, mas alguns bancos terão que trabalhar com os consumidores incertos e portfólios de bens imóveis relacionados ao setor de moradias... (e) minha aposta é a de que crédito do setor bancário irá expandir-se apenas gradualmente."

Ele também alertou os países contra aumentar o protecionismo.

(Por Lucia Mutikani)

Tudo o que sabemos sobre:
CRISEBIRDCAUTELA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.