Zona de livre comércio de Xangai começa em outubro

A zona de livre comércio planejada para Xangai será oficialmente lançada em 1 de outubro, informou o Ministério do Comércio da China nesta terça-feira.

AE, Agencia Estado

17 de setembro de 2013 | 03h56

De acordo com anúncios oficiais, dentro da zona, o governo poderá permitir o investimento estrangeiro em uma ampla gama de indústrias, especialmente no setor de serviços.

Entre janeiro e agosto, a China atraiu US$ 79,8 bilhões em investimento estrangeiro direto (IED), montante 6,4% superior ao registrado no mesmo período de 2012.

Segundo Shen Danyang, porta-voz do Ministério do Comércio chinês, a expectativa é que o IED de 2013 seja superior ao verificado no ano passado. Além disso, ele afirmou que o setor de comércio deve estabilizar e se recuperar nos próximos meses deste ano, liderado por uma recuperação nos países desenvolvidos.

O porta-voz do ministério chinês afirmou que a zona de livre comércio de Xangai será lançada no início de outubro, revelando uma data oficial pela primeira vez. Shen disse que o Conselho de Estado iria oferecer mais detalhes.

"Os detalhes de como a zona de livre comercio de Xangai funcionará continuam incompletos e devem permanecer assim mesmo após a abertura formal da zona", avaliaram Mark Williams e Wang Qinwei, da Capital Economics, em uma nota de pesquisa divulgada na semana passada. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
chinaXangailivre comércio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.