finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Zona do euro avança em acordo sobre fundo, diz Barroso

O presidente da Comissão Europeia, José Manual Barroso, afirmou hoje que a zona do euro está fazendo um bom progresso em direção a um acordo para ampliar a alavancagem do mecanismo de socorro da região. "Nós propomos a alavancagem da EFSF. Eu espero que isso seja acordado no domingo", disse, se referindo à Linha de Estabilidade Financeira Europeia (EFSF, na sigla em inglês).

CLARISSA MANGUEIRA, Agencia Estado

20 de outubro de 2011 | 08h52

"Eu estou encorajado pelo trabalho em curso. Eu acho que um resultado muito positivo no domingo é possível desde que haja vontade política e um senso de compromisso", acrescentou Barroso. Os ministros das Finanças e os líderes da zona do euro e da União Europeia (UE) iniciarão as reuniões de uma cúpula de 48 horas amanhã, em Bruxelas.

Barroso afirmou que a zona do euro poderá chegar a um acordo sobre "uma Europa mais ambiciosa". "Eu estou confiante que nós faremos isso", acrescentou. Segundo Barroso, a zona do euro tem várias tarefas importantes pela frente, incluindo "uma ação decisiva e imediata" sobre a Grécia e ações para dar apoio aos bancos da região.

Ele disse que, "se há um aspecto sem o qual todos os outros não terão credibilidade, esse é de fato a necessidade de reforçar os mecanismos de segurança da zona do euro".

As declarações de Barroso ocorreram após ele participar de uma reunião não programada hoje entre o presidente da França, Nicolas Sarkozy, e a chanceler alemã, Angela Merkel, o atual chefe e o futuro do Banco Central Europeu (BCE, Jean-Claude Trichet e Mario Draghi, respectivamente, a diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, e o presidente do Conselho Europeu, Herman Van Rompuy. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.